TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Covid-19: Rio registra mais um recorde de novos casos em 24 horas - Editoriais - Band News FM

Coronavírus

Texto:
+
-

Covid-19: Rio registra mais um recorde de novos casos em 24 horas

Foram 16.627 notificações e dois óbitos confirmados nesta quarta-feira (19)

Por Pedro Dobal, às 16:33 - 19/01/2022

00:00 / 00:00

Taxa de mortalidade continua próxima de zero, mas as internações por Covid-19 seguem crescendo (Foto: Edu Kapps/Prefeitura do Rio)

O estado do Rio registra mais um recorde de novos casos de Covid-19 nesta quarta-feira (19). Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, foram 69.223 notificações e sete mortes confirmadas em 24 horas.

Também houve recorde de casos registrados pela Prefeitura do Rio. Foram 16.627 ocorrências e dois óbitos. O recorde anterior era da última sexta-feira (14), quando mais de 14.800 casos foram registrados. Desde o início do ano, mais de 90 mil pessoas se infectaram e 44 morreram pela doença na capital fluminense.

A taxa de mortalidade continua próxima de zero, mas as internações por Covid-19 seguem crescendo na rede pública. Houve um aumento de 3.400% desde 1º de janeiro.

De acordo com a Prefeitura, 835 pessoas estavam hospitalizadas com a doença na noite desta quarta-feira (19), enquanto no primeiro dia do ano eram apenas 23. Cerca de 14% do total de pacientes internados no município têm Covid-19.

O infectologista e presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia, Alberto Chebabo, acredita que o pico de contaminação pela variante ômicron no Rio de Janeiro deve acontecer na próxima semana e o número de casos deve começar a cair ainda neste mês.

O pesquisador lembra que a curva de contaminação da nova cepa em outros países foi rápida. Como a explosão de casos aconteceu em momentos diferentes pelo Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo devem registrar queda nos indicadores antes dos outros estados. A expectativa é que, ao longo de fevereiro, a disseminação do vírus também caia nas demais regiões do país.

Ele afirma ainda que a maioria dos internados pela doença não têm o esquema vacinal completo.

Nas duas primeiras semanas de janeiro, também houve um crescimento de 250% nos atendimentos realizados nas emergências da rede particular do Rio. O aumento é atribuído principalmente aos casos provocados pela variante ômicron.

Um boletim divulgado pela Fiocruz nesta quarta-feira (19) aponta alta expressiva no número de casos em todo o país e alerta para a piora da situação dos leitos de UTI destinados à doença. O relatório revela também um crescimento de contaminação e mortes entre os mais jovens.

Ouça a reportagem completa clicando no player de áudio.

NEWSLETTER
OU